[Bons Fluídos] Fitoterápicos e Tpm

Qual mulher nunca descontou seus sintomas de TPM em uma barra de chocolate ou na primeira criatura que surgisse a sua frente? Todas, sim absolutamente todas as mulheres sofrem com as oscilações hormonais diariamente – e isso é normal.

O que muda é a concentração dessa gangorra de emoções, variando de acordo com o ciclo menstrual de cada uma. Pra você entender: assim que termina a menstruação, inicia-se a produção de estrógeno que atinge o pico em torno do 14º dia do ciclo, após isso começa a declinar, aumentando então a produção da progesterona. 

As mulheres possuem níveis hormonais que oscilam muito de um dia para o outro, e por causa dessas oscilações, ocorrem as alterações de humor, a sofrida TPM. Para se livrar dos terríveis sintomas mensais, o melhor a se fazer é equilibrar o organismo.

Esse equilíbrio pode ser tarefa simples para umas, mas parece missão impossível para outras!

Confira a matéria na íntegra.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[BONS FLUIDOS] Rinite X sinusite X homeopatia

É raro hoje em dia encontrar alguém que não tenha em sua bolsa, isso quando não se encontra também dentro do porta-luvas, encima da geladeira, ao lado da cama, em cada canto da casa, um frasco de descongestionante nasal, ainda mais nessa época com constante mudança de temperatura, na qual acordamos num calor senegalês e dormimos cantando “Let it Go” da Frozen…

Indicado principalmente em casos de obstrução nasal aguda, que pode acontecer por causa de resfriado ou de uma crise alérgica — embora quem tenha obstrução nasal por desvio de septo ou poluição também faça uso, mesmo não sendo indicado — o descongestionante nasal simula o efeito da adrenalina no corpo, desobstruindo as vias orais e dando uma sensação de bem-estar instantânea. Mas, óbvio, criaturas, que isso tem um preço!

Os descongestionantes tópicos nasais mais comercializados à base de epinefrina, nafazolina e oximetazolina devem ser usados por, no máximo, cinco dias consecutivos, e de oito em oito horas. O problema é que a criatura que está congestionada faz uso direto e isso pode levar à rápida diminuição do efeito de um fármaco, edema rebote na mucosa nasal e rinite medicamentosa, sem falar que a musculatura nasal começa a não funcionar mais como deveria, fazendo com que o indivíduo precise usar, cada vez mais, para manter o conforto nasal, aquele perigoso efeito cascata!

CONFIRA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[RG] DETOX CAPILAR COM PLANTAS: CABELO SAUDÁVEL, FORTE E CHEIO DE MOVIMENTO

É comum as pessoas procurarem por sucos desintoxicantes, após dias com uma alimentação desregrada, para promover uma limpeza no organismo. Você sabia que no caso do cabelo, não é diferente? Agentes externos como poluição, excesso de produtos finalizadores como condicionador, gel, spray fixador e cremes leave-in e até mesmo o sol e o suor acabam alterando a flora bacteriana saudável do couro cabeludo, por isso é recomendado realizar um detox capilar pelo menos uma vez ao mês.

Segundo o farmacêutico naturopata Jamar Tejada, conhecido como Tejard, o objetivo do detox capilar é eliminar as impurezas que são acumuladas diariamente, seja com poluição ou até mesmo pelo excesso de produtos. “Vale dizer que o detox capilar, além de promover a desintoxicação do couro cabeludo, evitando problemas como a caspa e seborreia, ajuda no controle da oleosidade, estimula o crescimento dos fios e possui ação antioxidante”, explica Tejard.

CONFIRA MATÉRIA NA ÍNTEGRA

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[BONS FLUIDOS] ”O grande problema é que queremos tratar a insônia e não a pessoa insone, e aí que está a diferença”

Noite passada fui pra cama nada bem acompanhado, levei comigo a ansiedade de todo início de mês, a preocupação com o pagamento dos salários dos meus funcionários, o aluguel, as reclamações de saúde dos meus pacientes, o “bolinho” de contas a pagar que me aguardam na mesa do escritório, a entrevista que darei essa semana na TV que não tive tempo de revisar o assunto, a queda da bolsa de ontem e com ela meu suado dinheirinho, o medo de perder minha cachorra que está com câncer, a cirurgia enorme que a coitadinha vai passar, a irritação de não ter ido à academia, o tempo que não tenho tido ultimamente sequer para fazer mercado, o que me levou a dormir com fome e toda minha agenda do dia que se inicia daqui à pouco, às 7h dando entrevista pra rádio, às 9h num cartório da outro lado da cidade, e às 10h  reunião com representante da indústria farmacêutica. Não esquecendo que hoje às 8h é o prazo máximo pra entregar esse artigo que agora, exatos 4:20 da manhã se inicia! Juro que não é estorinha, é a mais pura verdade, estou acordado desde às 3h e não poderia escrever outro assunto que fosse mais pertinente: a maldita insônia.

Mas será que tudo é culpa dela? Exageramos na dose, levamos  todo o peso do dia pra cama e como se não bastasse, ainda assistimos TV falando sobre assassinato, estupro, caos na economia mundial, miséria, sem falar no nosso queridíssimo e insistente Covid… E você ainda espera, depois de todo esse bombardeio, ter um sono tranquilo e reparador! Vai sonhando! Ops! Vá acordando!

Muitas criaturas que me acompanham devem estar lendo esse artigo e pensando: Mas ele tem insônia? É claro que tenho! Sou humano e por mais que conheça todos os métodos pra evitá-la, não adianta! A infeliz chega e o pior é que sabemos exatamente quando e o porquê dela chegar e na grande maioria das vezes se não é por um motivo bioquímico, um desajuste nas suas funções biológicas, é por um desajuste na sua vida, ou pela maneira como você se porta mediante ela. 

O grande problema é que queremos tratar a insônia e não a pessoa insone e aí está a grande diferença. 

CONFIRA MATÉRIA NA ÍNTEGRA

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[BONS FLUIDOS] Como ativar a imunologia desintoxicando o organismo de metais pesados

Escuto muito as criaturas falarem: “Acho que estou intoxicado por metais pesados!” sem ter a mínima idéia do que está falando.

Até pode ser que esteja, pois os metais podem estar em diversos alimentos, na água, em cosméticos e até em restaurações dentárias, e mesmo que você esteja em alto nível de exposição é praticamente impossível identificá-los pelo cheiro, sabor ou cor. 

E a questão é mais séria do que se pensa. Segundo um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), uma em cada três crianças e adolescentes do mundo todo estão intoxicados por chumbo, que pode causar diversos problemas à saúde.

Quando se fala em “metais pesados” logo se pensa em peças de ferro, panelas de alumínio, poluição, etc. O que a gente não pensa é que os metais pesados são naturais e que muitos deles são essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo, mas podem também ser muito tóxicos. É preciso se livrar dos excessos e efeitos colaterais que podem trazer, como por exemplo a vulnerabilidade ao coronavírus, aliás não só a ele mas a todas doenças, pois um organismo intoxicado tende a ter sua imunidade abalada.

Todos os metais são encontrados naturalmente no solo com gravidade de, pelo menos, 5 vezes a da água e alguns deles como zinco, ferro, manganês e mesmo o cobre que nos ajuda a absorver vitamina C, são fundamentais para a boa engrenagem da máquina que é o nosso corpo.

Confira matéria na íntegra aqui
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp