[BONS FLUIDOS] Clean beauty: o novo conceito em cosmética natural que é tendência mundial

Nunca se falou e procurou tanto produtos naturais como nos dias de hoje, parece que as criaturas finalmente entenderam que quanto mais brilho, cor, cheiro e sabor provavelmente mais químicos foram adicionados para garantir esse resultado e quase sempre os metais pesados são os responsáveis.

O fato é que os metais pesados não são os vilões da história, eles podem ser encontrados na natureza e muitos são essenciais para a nossa saúde, mas nem todos — e mesmo os essenciais podem ser prejudiciais.

A manifestação da toxicidade está associada à dose e pode se distribuir por todo o organismo, afetando vários órgãos, alterando os processos bioquímicos e também aquilo que você aprendeu lá nas aulas de biologia, as organelas e membranas celulares.

CLIQUE AQUI E LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[UNIVERSA] Farm to face: o que sua rotina de beleza tem a ver com sustentabilidade?

Primeiro, surgiu o Farm to Table (da fazenda para a mesa), um movimento que defende que, após décadas consumindo alimentos processados, as pessoas deveriam se reconectar com a terra, priorizar pequenos produtores e conhecer de onde vêm os alimentos que consomem.

Um dos benefícios de usar produtos com ativos naturais no rosto é ter menos chances de reações alérgicas. O que não significa que eles sejam livres de riscos. “A probabilidade de um cosmético natural ser menos alergênico do que os demais é sem dúvida maior, mas isso não quer dizer que ele não causará reações adversas como vermelhidão ou coceira”, diz Jamar Tejada, farmacêutico homeopata com mais de 20 anos de atuação no mercado de saúde e beleza.

Confira matéria na íntegra

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[SURGIU] Você usa produtos fora da validade?

Durante a rotina de beleza e cuidados com a pele é comum nos depararmos com aquele potinho de creme ou produto de beleza com uma data de validade que já passou. Porém, é preciso levar isso em consideração e não ignorar a informação, mesmo que seja seu cosmético preferido ou aquele produto manipulado de acordo com suas necessidades. Quando fora da validade ou do PAO (período após aberto) o produto pode desenvolver microrganismos patogênicos ou mesmo oxidar seus componentes, podendo ocasionar várias reações adversas, entre elas irritação, dermatite, reações alérgicas, e até mesmo, em casos de lesão na pele, resultar em uma infecção mais grave.

“Mesmo que o produto não esteja contaminado, a probabilidade de perda das propriedades é grande, ou seja, a chance de ter um resultado negativo é bem maior do que a chance de ter um efeito benéfico. Independente da data de validade do cosmético, quando se percebe alterações no produto, como na cor, cheiro ou viscosidade, o uso deve ser interrompido imediatamente, pois essas desestabilizações são respostas da contaminação ou oxidação”, explica Jamar Tejada, farmacêutico homeopata com mais de 20 anos de atuação no mercado de saúde e beleza.

Confira matéria na íntegra

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[Bons Fluídos] Fitoterápicos e Tpm

Qual mulher nunca descontou seus sintomas de TPM em uma barra de chocolate ou na primeira criatura que surgisse a sua frente? Todas, sim absolutamente todas as mulheres sofrem com as oscilações hormonais diariamente – e isso é normal.

O que muda é a concentração dessa gangorra de emoções, variando de acordo com o ciclo menstrual de cada uma. Pra você entender: assim que termina a menstruação, inicia-se a produção de estrógeno que atinge o pico em torno do 14º dia do ciclo, após isso começa a declinar, aumentando então a produção da progesterona. 

As mulheres possuem níveis hormonais que oscilam muito de um dia para o outro, e por causa dessas oscilações, ocorrem as alterações de humor, a sofrida TPM. Para se livrar dos terríveis sintomas mensais, o melhor a se fazer é equilibrar o organismo.

Esse equilíbrio pode ser tarefa simples para umas, mas parece missão impossível para outras!

Confira a matéria na íntegra.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[BONS FLUIDOS] Rinite X sinusite X homeopatia

É raro hoje em dia encontrar alguém que não tenha em sua bolsa, isso quando não se encontra também dentro do porta-luvas, encima da geladeira, ao lado da cama, em cada canto da casa, um frasco de descongestionante nasal, ainda mais nessa época com constante mudança de temperatura, na qual acordamos num calor senegalês e dormimos cantando “Let it Go” da Frozen…

Indicado principalmente em casos de obstrução nasal aguda, que pode acontecer por causa de resfriado ou de uma crise alérgica — embora quem tenha obstrução nasal por desvio de septo ou poluição também faça uso, mesmo não sendo indicado — o descongestionante nasal simula o efeito da adrenalina no corpo, desobstruindo as vias orais e dando uma sensação de bem-estar instantânea. Mas, óbvio, criaturas, que isso tem um preço!

Os descongestionantes tópicos nasais mais comercializados à base de epinefrina, nafazolina e oximetazolina devem ser usados por, no máximo, cinco dias consecutivos, e de oito em oito horas. O problema é que a criatura que está congestionada faz uso direto e isso pode levar à rápida diminuição do efeito de um fármaco, edema rebote na mucosa nasal e rinite medicamentosa, sem falar que a musculatura nasal começa a não funcionar mais como deveria, fazendo com que o indivíduo precise usar, cada vez mais, para manter o conforto nasal, aquele perigoso efeito cascata!

CONFIRA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[RG] DETOX CAPILAR COM PLANTAS: CABELO SAUDÁVEL, FORTE E CHEIO DE MOVIMENTO

É comum as pessoas procurarem por sucos desintoxicantes, após dias com uma alimentação desregrada, para promover uma limpeza no organismo. Você sabia que no caso do cabelo, não é diferente? Agentes externos como poluição, excesso de produtos finalizadores como condicionador, gel, spray fixador e cremes leave-in e até mesmo o sol e o suor acabam alterando a flora bacteriana saudável do couro cabeludo, por isso é recomendado realizar um detox capilar pelo menos uma vez ao mês.

Segundo o farmacêutico naturopata Jamar Tejada, conhecido como Tejard, o objetivo do detox capilar é eliminar as impurezas que são acumuladas diariamente, seja com poluição ou até mesmo pelo excesso de produtos. “Vale dizer que o detox capilar, além de promover a desintoxicação do couro cabeludo, evitando problemas como a caspa e seborreia, ajuda no controle da oleosidade, estimula o crescimento dos fios e possui ação antioxidante”, explica Tejard.

CONFIRA MATÉRIA NA ÍNTEGRA

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp