Dias infernais com TPM? Confira as dicas

A TPM não é fácil de lidar e ainda serve de bode expiatório pra tudo de ruim que acontece nesses dias! São mais de 80 sintomas citados pela mulherada, desde dor nas mamas até a maior reclamação de todas, a cefaléia! Mas existem sim maneiras de você tratar esse problema de forma natural e nada agressiva pro seu organismo através da fitoterapia e homeopatia, estou falando de ciência e das mais antigas! Confira entrevista realizada comigo para a revista @cosmopolitan.br que acaba de chegar nas bancas

HOMEOPATIA E FITOTERÁPICOS

Para quem quer alternativas a alopatia e aos hormônios, existem, sim, possibilidades. Em alguns países, estuda-se o uso da maconha como analgésico, mas isso é distante e proibido no Brasil. Na Alemanha as mulheres são acostumadas a tomar um “chá feminino”, que contém ervas como alquemila, urtiga, broto de aveia e gengibre, com propriedades antiinflamatórias, analgésicas e diuréticas. As ervas não são simples de serem encontradas no Brasil, mas é sempre recomendado consultar um farmacêutico para avaliar possíveis contradições.”Muitas podem fazer mal se ingeridas em quantidades inadequadas ou para determinadas pessoas, como a urtiga, que não deve ser tomada por quem tem problemas cardíacos”, afirma o farmacêutico Jamar Tejada, da farmácia Anjo da Guarda, em São Paulo, especialista em homeopatias e fitoterápicos. A proposta de um tratamento homeopático é ver o indivíduo como um todo para propor uma fórmula de tratamento, mas que também pode falhar por superdosagem ou erro no diagnóstico. “Nem tudo que é natural faz bem, é preciso ser bem indicado. Há muitas substâncias que trazem bons resultados, como os fitoterápicos 5HTP, derivados da Griffonia Simplicifolia, que ajudam a normalizar a serotonina ou o ginseng e a ashawagandha, que atuam na resistência do organismo e na proteção contra o estresse”, diz Jamar.

Os desconfortos da TPM, a tensão pré-menstrual, ainda bagunçam a vida de muitas mulheres. Clinicamente, atingem mais de 80% delas. Ou seja, a grande maioria de nós sente algum incômodo nos dias que antecedem e durante a menstruação em diferentes aspectos. “São mais de 80 sintomas reportados, como cefaleia, inchaço, dores nas mamas, dificuldade para evacuar….Mas para classificar como TPM é preciso que existam os sintomas emocionais, como irritação ou estado depressivo intensos”, afirma a ginecologista e obstetra da universidade federal de São Paulo Carolina Ambrogini, colunista da COSMO. Por isso mesmo é tão difícil dar uma receita “infalível” para amenizar desconfortos. Um universo de situações é possível, e tudo pode variar conforme a saúde de cada uma.