Encheu? Agora chute!

kick the bucket

Todo santo dia chove em nossas vidas
E nós sempre colocamos o balde debaixo das malditas goteiras
Goteira mais velha parece que sempre pinga mais
Pinga
Pinga
Pinga
Ficamos arrastando o balde de um lado pro outro
Nesse arrastar mal percebemos que a goteira já está emcima de nossas cabeças, estilo tortura chinesa
O balde cheio e você fazendo força demais pra empurrá-lo
É hora de chutar!
Chute o balde!
Mas chute mesmo, com toda força!
Machucou o pé?
Bem feito!
Será que ainda não aprendeu que até pra chutar tem que se ter um jeitinho?
Não machucou?
Que bom!
Se joga no piso molhado, sem se preocupar com a roupa, com a bagunça e com o grito da sua mãe!
Não se jogou?
Não adianta ter só coragem pra chutar e força pra arrebentar, se depois tem medo de se esbaldar
Te preocupa muito com a roupa?
É só lavar.
Te preocupa muito com a água que escorreu pela casa?
É só secar.
Te preocupa muito com o grito da mãe?
Corre!
Balde cheio é sinônimo de dor nas costas
Chute mal dado é sinônimo de dedo quebrado
A felicidade não está no chute que a gente dá
A felicidade está na maneira que chutamos.

TEJARD

Entrevista na Rádio Gazeta

Ouça o bate-papo realizado comigo para a Rádio Gazeta e conheça um pouco minha história e minhas crenças 😉