[QUEM] Alimentação e Imunidade

FARMACÊUTICO HOMEOPATA JAMAR TEJADA

HIDRATAÇÃO EM DIA
”É de extrema importância manter uma hidratação diária no corpo, beber muita água e incluir em sua dieta frutas ricas em água, tais como abacaxi, laranja, bergamota (tangerina) e melancia, mantendo um corpo saudável e longe da desidratação”.

FORÇA PARA O SISTEMA IMUNOLÓGICO
”As pessoas têm que ingerir alimentos saudáveis, já que eles aumentam a imunidade, prevenindo resfriados e até mesmo um corpo cansado. Recomendo que elas apostem nos alimentos antioxidantes, anti-inflamatórios e fermentados como o kefir ou os próprios probióticos, que podem ser encontrados em farmácias de manipulação e/ou drogarias, e reforçam a saúde intestinal. Uma flora intestinal sadia reforça o sistema de defesa. Também aconselho que todos caprichem em alimentos ricos em zinco, betaína, B6, B12 , selênio, ácido fólico, ácido alfa-lipóico, vitamina A, C, E e magnésio (como folhosos verdes escuros). Também é importante o uso de brasseas (brócolis, couve-flor), que contêm entre seus componentes um substância chamada indol-3 carbinol, que junto com curcumina (açafrão), vitamina D, própolis e licorice (alcaçuz) dão aquele ‘up’ contra o processo da multiplicação viral”.

O PODER DOS CHÁS NATURAIS
”Os chás de eucalipto, abacaxi, gengibre com limão e hortelã agem como expectorante natural, combatendo infecções e aliviando a respiração, além de conter vitaminas e outros nutrientes essenciais nesse processo de defesa para o nosso corpo”.

Confira a entrevista na íntegra aqui!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[CBN] Higienização e Coronavírus

O farmacêutico e homeopata, Jamar Tejada, pós-graduado em Gestão em Comunicação Estratégica Organizacional dá dicas sobre cuidados para proteger a casa do coronavírus. Ele afirma que demarcar uma área suja na entrada de casa pode ajudar a eliminar o coronavírus ao chegar da rua e ressalta que sacolas de mercados e padarias precisam ser descartadas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[MARIE CLAIRE] Coronavírus: Dê um ”boost” na imunidade

Com o aumento de casos de coronavírus (Covid-19), a palavra de ordem é imunidade. E junto com ela vem sempre uma receita instantânea para preparar o corpo para combater o vírus. O farmacêutico Jamar Tejada, de São Paulo, lembra que, antes de tudo, é preciso entender que ninguém fica imunizado contra a doença .

CONFIRA A ÍNTEGRA AQUI

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[VOGUE] Suco de salsão: Prós e Contras

…. Afinal, por que o aipo foi alçado ao topo da categoria das superfoods? “A presença de limoneno, selineno, glicosídeos de furocumarina, flavonoides e vitaminas A e C torna essa planta um potente antioxidante – esses compostos fazem a coleta dos radicais livres, que causam problemas de saúde”, esclarece Jamar Tejada, farmacêutico homeopata de São Paulo. Segundo ele, o vegetal ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e hepáticas, icterícia, obstruções do trato urinário, gota e distúrbios reumáticos. “Estudos experimentais mostram ainda que o aipo tem propriedades antifúngicas e anti-inflamatórias”, acrescenta. Adepto do suco de salsão, ele dá dicas para comprar e armazenar o produto: verifique se os talos e as folhas estão bem verdes e conserve-o embrulhado no refrigerador por no máximo três a quatro dias – mais do que isso, perdem-se os nutrientes. Apesar de a maioria das pessoas se beneficiar com a bebida, o farmacêutico faz um alerta: “Alguns efeitos colaterais devem ser levados em consideração, incluindo problemas nos rins, reações alérgicas e aumento da sensibilidade ao sol”.

Confira a matéria completa aqui.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[VOGUE] Como dar um boost no colágeno e garantir uma pele mais firme

….Já uma boa noite de sono, exercícios físicos moderados, hidratação e, principalmente, uma dieta equilibrada, contam pontos positivos. Adquirimos a matéria-prima para produzir o colágeno por meio dos alimentos proteicos. “Durante a digestão, as proteínas que ingerimos são quebradas em pedaços menores, que se organizam em diversas cadeias de aminoácidos, que, por sua vez, formam novas proteínas, entre elas, o colágeno”, explica Jamar Tejada, farmacêutico de São Paulo, que acrescenta: “Para a boa produção de colágeno, a aposta são as proteínas magras, como carne, frango, peixe e ovo, principalmente, a clara”.

Confira a matéria completa aqui.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

[IG SAÚDE] Polivitamínicos: você precisa mesmo disso?

Embora tomar polivitamínicos seja necessário em alguns casos, a melhor saída para a maioria continua a ser investir numa alimentação balanceada

Tomar polivitamínicos e outros tipos de suplementos tem se tornado uma prática cada vez mais comum no Brasil, país onde 98% das pessoas não consomem o índice de vitaminas adequado à saúde, segundo levantamento feito em maio de 2018 pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres. Mas será que todos esses brasileiros podem tomar esse tipo de medicação?…

Segundo o farmacêutico Jamar Tejada, a alimentação deve continuar a ser a sua fonte primária e constante de vitaminas, deixando esse tipo de suplemento apenas para casos específicos, como pessoas com dietas muito pobres ou que têm problemas de absorção de nutrientes.

Além disso, de acordo com Alan Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição e especialista em Suplementação Nutricional Aplicada ao Exercício pela Universidade de São Paulo, é essencial consultar um médico ou nutricionista antes de começar a usar um suplemento contra a falta de vitaminas e minerais.

E se você decidir pular a consulta ao médico e se aventurar sozinho nas gôndolas das farmácias, é preciso tomar cuidado redobrado e sempre respeitar a bula dos polivitamínicos. Afinal, como lembra Jamar, tomá-los em doses excessivas ou sem necessidade pode desencadear um problema chamado  hipervitaminose .  

“Algumas vitaminas tomadas em excesso podem simplesmente ser eliminadas do corpo, mas outras, como a vitamina A e a D, acabam acumulando no organismo”, lembra. Junto com essas duas, as vitaminas K e E também podem se acumular no organismo.

Caso você não tenha nenhuma deficiência grave, a melhor saída é a reeducação alimentar. “Uma dieta rica em vegetais, proteínas e gorduras boas, oferece os micronutrientes em proporções biologicamente equilibradas”, lembra Jamar.

E mesmo que você comece o tratamento, é essencial corrigir a alimentação. Assim, você poderá, se possível, parar de tomar polivitamínicos e consumir a quantia recomendada de vitaminas e minerais sem recorrer a medicamentos e receitas médicas. 

Fonte: Saúde – iG @ https://saude.ig.com.br/2019-10-24/polivitaminico-voce-precisa-mesmo-disso-veja-quem-deve-tomar-e-quais-os-riscos.html

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp