[BONS FLUÍDOS] Sinusite: um guia de A a Z para aliviar os sintomas de forma natural e viver melhor

Poluição, ar seco, perfumes, pólen, pelos, tudo pode ser o estopim para a maldita sinusite, uma inflamação dos seios nasais que pode causar dor de cabeça, corrimento e congestão nasal, febre e uma sensação de que seu rosto está pesando uma tonelada, especialmente na testa e nas maçãs do rosto onde estão os seios nasais.

Apesar de todas as causas alérgicas que podem acabar despertando-a, a sinusite geralmente é provocada pelo vírus Influenza e, por isso, ela aparece quase sempre nas crises de gripe. No entanto, ela também pode surgir devido ao desenvolvimento de bactérias nas secreções nasais, que ficam presas no interior dos seios nasais, como acontece após alergias.

Usar um umidificador ou simplesmente baldes com água quente espalhados pelos cômodos da casa já torna o ar menos seco, hidratando as vias respiratórias, causando menos irritação, aliviando o desconforto e facilitando a cura. Esta dica é especialmente útil durante a noite para facilitar o sono e evitar acordar com o nariz entupido, por exemplo.

As plantas também podem ajudar! Dê preferência às folhagens que servem como barreira para entrada de pó e também auxiliam no processo de filtragem do ar. Algumas delas têm poder extra quando se pensa em purificação e umidificação, seguem minhas preferidas e algumas dicas sobre as mesmas:

Hera-inglesa e Hera-sueca: são consideradas as plantas número 1 quando se fala em purificação do ar. Ela é a mais eficaz na absorção de produtos químicos. É uma planta extremamente adaptável que pode ser cultivada como trepadeira ou forração. A hera gosta de sol e meia-sombra, porém precisa de regas periódicas.

Dinheiro-em-penca: essa planta, além de trazer prosperidade, de acordo com a crença popular, também ajuda a restaurar a umidade. Nos períodos mais quentes do ano, é necessário que se regue todos os dias, tomando cuidado para não encharcar o solo, pois favorece o surgimento de fungos e doenças na planta.

Samambaia: um exemplo de planta exuberante. Não são necessários muitos cuidados.  Deve-se regá-la diariamente, mantê-la em meia luz e deixá-la fora da corrente de vento.

Zamioculca: esse é um exemplo para as casas mais escuras. Diferentemente da maioria das plantas, a zamioculca lida muito bem com a falta de luminosidade além de espantar insetos.

Leia matéria na íntegra