Colar de âmbar: o que é, benefícios e riscos – Minha Vida

Os primeiros meses do bebê passam voando. De repente, quem só sabia mamar e dormir passa a brincar, sentar, mexer nos objetos e nascem até dentinhos. A partir dos seis meses, o bebê, que só tinha gengivas, experimenta a sensação de ganhar os dentinhos de leite, que crescem perfurando a região. Quem tem dentes do siso pode ter dimensão da sensação, dolorida e incômoda. Em busca de aliviar os bebês desta agonia, pais e mães estão optando pelo uso do colar de âmbar.

O que é colar de âmbar?

À primeira vista, o colar de âmbar pode parecer apenas um item de bijuteria ou adereço. As contas amareladas amarradas por um fio, porém, são feitas de âmbar báltico, um mineral que é encontrado na região da Lituânia, no norte da Europa. Este tipo de âmbar é rico em ácido succínico, substância utilizada principalmente na indústria farmacêutica e de tintas.

Como funciona o colar de âmbar?

Segundo os revendedores do colar de âmbar, o ácido succínico em contato com a pele é responsável por:

  • acalmar
  • aumentar a imunidade
  • aliviar dores
  • reduzir inflamações
  • antissepxia

Por isso, ele é usado quando os primeiros dentes do bebê aparecem. No entanto, alguns pais optam por continuar usando para usufruir de seus outros efeitos. Há adultos que também usam, para os mesmos objetivos.

A Academia Americana de Pediatria bem como os pediatras consultados pela reportagem, no entanto, não reconhecem os efeitos do colar de âmbar, por não haver comprovação científica.

O farmacêutico homeopata Jamar Tejada, no entanto, confirma que há sim efeitos anti-inflamatórios no ácido succínico.

Os modelos de colar de âmbar

O âmbar pode ser usado também em outros formatos. Os mais comuns são pulseiras e tornozeleiras do material. Segundo os vendedores, o importante é garantir que o âmbar entre em contato com a pele, pois é esta a via que leva o ácido succínico ao corpo.

As pedras nem sempre são amarelas. Há colares feitos de âmbar não polido que apresentam uma cor marrom escura. Também são encontrados pedrinhas que variam entre amarelo claro e marrom.

Quais os benefícios do colar de âmbar?

Os fabricantes e vendedores do colar de âmbar relatam diversos benefícios, como:

  • Calmante natural
  • Analgésico e antisséptico natural
  • Antiinflamatório natural
  • Estimula e melhora o sistema imunológico
  • Alivia dores na fase de dentição
  • Reduz processos inflamatórios
  • Auxilia a recuperação do corpo nos resfriados, gripes e febres
  • Tem efeito antioxidante

Apesar destes relatos, não há embasamento científico destes benefícios. A Academia Americana de Pediatria bem como os pediatras consultados pela reportagem não reconhecem os efeitos dessa substância.

Colar de âmbar funciona?

Uma simples pesquisa pela internet já traz relatos positivos do uso do colar de âmbar, de mães que adotaram o acessório no filho ou até adultos que experimentaram o benefício em si mesmos. No entanto, não há evidências científicas de que o colar de âmbar funcione.

Quais os perigos do colar de âmbar?

Ao visitar o quarto de sua filha durante a noite, Ashleigh Ferguson viu uma cena que a fez congelar: a bebê, que tinha um ano e 3 meses, tinha passado um braço pelo colar de âmbar que usava e torcido a peça sobre o próprio pescoço. A bebê não sofreu nenhum machucado, mas história foi contada à imprensa pela mãe como um alerta.

De acordo com a Associação Americana de Pediatria, os maiores perigos oferecidos por um colar de âmbar são dois: engasgamento e sufocamento.

Sobre o pescoço, o fio pode ser puxado e impedir a respiração do bebê. Além disso, as pedras podem se soltar, o bebê engolir, engasgar, ir para as vias aéreas e causar asfixia.

A partir de qual idade o colar de âmbar é recomendado?

De acordo com a pediatra Talita Rizzini, se mesmo assim os pais optarem pelo uso, deve ser utilizado no início da dentição, que varia com a criança.

Quais os cuidados na hora de usar o colar de âmbar?

Para reduzir os riscos que existem com o uso do colar de âmbar, a pediatra e a Academia Americana de Pediatria dão algumas recomendações:

  • Use o colar de âmbar em outras formas, como pulseira ou tornozeleira. Isto reduz o risco de sufocamento e também deixa as pedras longe da boca
  • O comprimento total do colar deve ser entre 33 e 36 centímetros
  • Durante o banho, o colar também deve ser tirado para que o fio não se desgaste
  • Sempre supervisione a criança quando ela estiver usando o colar ou pulseira
  • Remova o colar ou pulseira da criança no período em que ela estiver desassistida
  • Tire o colar ou pulseira da criança quando ela estiver dormindo
  • Prefira usar outras formas de alívio da dor do crescimento dos dentinhos ou cólicas
  • Avise ao pediatra de seu filho sobre este uso

Quais os outros jeitos de aliviar a dor de dente do bebê

Segundo a Academia Americana de Pediatria, há outras formas mais seguras de aliviar as dores, inflamações e incômodos no período em que os dentinhos do bebê estão crescendo.

Eles são:

  • Ofereça mordedores de brinquedo. Brinquedos de plástico e borracha atóxica são ótimos para aliviar as dores do crescimento do dente
  • Use coisas geladas. Para ajudar a adormecer e aliviar a dor e inflamação, tente usar panos úmidos que foram torcidos e congelados
  • Evite mordedores que são muito duros, porque podem machucar a gengiva da criança
  • Faça massagens. Massagear levemente a área em que o dentinho está crescendo pode aliviar as dores do seu filho. Lembre de lavar bem as mãos
  • Se as dores são muito fortes e nenhuma das opções resolvem, peça que seu pediatra indique algum remédio

Se o colar de âmbar estiver sendo usado para aliviar cólicas, o pediatra Alexandre Okamori recomenda que os pais optem por massagem local e alguma fonte de calor na região da dor.

Como saber se o âmbar é legítimo?

O âmbar báltico, que tem o ácido succínico, é uma pedra obtida em um local muito específico do norte da Europa. Por isso, o preço dos colares de âmbar podem ser altos. O contexto torna comum a falsificação de colares de âmbar e há quem venda peças de plástico ou outras resinas, que não contém o âmbar báltico.

Para provar a legitimidade do âmbar, o farmacêutico Jamar e os vendedores recomendam alguns truques:

  • Pingue acetona nas pedrinhas. Se ficar grudento ou a cor sair, o âmbar não é legítimo
  • Toque as pedrinhas e sinta se elas estão geladas. O âmbar báltico deve ser morno ao toque, diferente de vidros, por exemplo
  • Esquente uma agulha e coloque na pedra. Se derreter, é plástico.

Quanto custa o colar de âmbar?

O colar de âmbar é vendido pela internet por preços entre R$100 e R$300.

Fontes:

Academia Americana de Pediatria

Talita Rizzini (CRM 122213), Coordenadora Pediatra do Hospital Leforte Liberdade

Alexandre Okamori (CRM 82373), pediatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo

SIte minha vida