Ficando careca? Siga as dicas de um cabeludo!

FICANDO CARECA?

Depois da gordura ou em igual proporção, a preocupação com o cabelo é a que mais assusta, sejam eles homens ou mulheres.

Gosto de assistir os comerciais das grandes marcas de cosméticos com suas estrelas, que usam o que há de melhor na indústria cosmética diariamente,além dos cuidados que recebem do seu dermatologista, aliado a muitas cápsulas antioxidantes, fórmulas ortomoleculares gigantescas e que no dia da gravação do comercial realizam um tratamento praticamente fio à fio com os melhores profissionais do ramo para ficarem com aquele cabelo perfeito e que fazem com que você acredite que ela usou aquele xampu e ficou do jeito que está ali na telinha. Sim! Não pense que sua estrela da campanha tem o cabelo “ruim” e muito menos que tenha usado aquele xampu, que você encontra na prateleira do supermercado por R$5,99

Um fato que muito me incomoda é observar aquelas pessoas, que tem o cabelo “não tão dignos”, digamos assim, e que os “atocham” com creme para pentear, hidratante, condicionador, óleos e sei lá mais o quê, ficando o dia inteiro com aquilo na cabeça, pegando sol e chuva na esperança que o cabelo vai ficar incrível! Pior ainda é fazer deste fato um ritual diário! Coitado de quem anda ao lado dessa pessoa todos os dias e tem de suportar o cheiro forte que vem da cabeça da criatura, aquele cheiro de “Kolene”, “Coquetel de Frutas”, etc…

Caso você seja um(a) deste(a)s, fique sabendo que o que você está fazendo pode até hidratar seu fio, mas seu couro cabeludo está clamando por uma chuveirada, pois você está desenvolvendo uma bela seborréia ou então criando uma bela colônia de fungos, pois suor aliado ao creme, que na grande maioria são derivados de sebo animal, transformam-se num verdadeiro banquete para bactérias. Não reclame caso criar um cogumelo na cabeça!

Uma coisa muito importante é saber que xampu foi desenvolvido para limpar e condicionador e creme para hidratar, aplica-se fina camada deste ao longo dos fios e não no couro cabeludo e enxágua-se com muita água, quanto menos resíduo melhor! Apenas isso!

Quanto a escolha, dê sempre preferência a xampus cristalinos, ou seja, não perolados, caso você tenha tendência a oleosidade e/ou caspa, pois quanto mais opaco, mais aditivos químicos foram utilizados para manter aquele aspecto que é lindo visualmente, mas um vilão para o seu couro cabeludo!

Xampus dois, três e até quatro em um, também são formadores de sebo, evite-os, não tenha preguiça de usar dois frascos, um para o xampu e outro para o condicionador, pois você pode dosear a quantidade certa, sem exageros, a sua saúde capilar agradece e nunca, jamais escolha um xampu apenas pelo cheiro! Isto é cruel, se você quer perfume,compre um perfume e o use abaixo da região cabeça ok?

Finalizando as dicas, água muito quente, apesar de ótima no inverno, principalmente para os gaúchos como eu, deve ser evitada! Você usa água quente para desengordurar os pratos sujos de óleo na cozinha não é? O mesmo faz na sua cabeça, ela desengordura totalmente o fio e seu corpo responde com efeito rebote, produzindo o dobro do sebo para repor a sua quantidade de sebo normal. Perceba que no inverno, quase todos estão com cabelo com aspecto bem mais sujo, é o efeito rebote do banho quente! Água na cabeça de morna à fria ok?

Aliás você já se perguntou porque temos tanto cabelo na cabeça? Você sabe qual a função? Não é apenas embelezar a cabeça, a função do cabelo é proteger o cérebro, pois amortece o mesmo de eventuais batidas e pancadas, além de proteger o cérebro do frio e radiação solar. Interessante não?

Por incrível que pareça a ciência é ainda um tanto atrasada nesta área, a de queda, a não muito tempo atrás, século passado, chegou-se a acreditar que a queda de cabelos fosse derivada de gases intestinais, pois é! Acreditava-se que os gases subiam pelo corpo e empurravam os fios da cabeça! Acredite! A couve, o feijão, o ovo e todas as proteínas levavam a culpa! Um absurdo, mas foi uma idéia válida por muito tempo!

Hoje evoluímos um pouquinho mais, disse um pouquinho… quanto aos produtos anti-queda no mercado os dermatologistas adoram recomendar o famoso hormônio minoxidil, que tem a função de estimular a vascularização do couro cabeludo permitindo oxigenação da área, agindo nos folículos vivos, aquele folículo que já “morreu” não se recupera mais. O minoxidil pode ser uma saída, mas você fica praticamente dependente, parou de usar o cabelo volta a cair! Procure se informar com seu dermatologista com os produtos derivados naturais como o Procapil, Serenoa repens, Auxina tricógena, Zymo HSOR, que tem excelentes resultados.

Enfim, particularmente tenho pavor de ficar careca, não custa nada tomar certos cuidados, o famoso ditado: “É dos carecas que elas gostam mais” pode até estar na moda por causa da princesa Kate Middleton, mas será que a maioria pensa assim?

POR AÍ com o designer Bruno Lima em Atlanta

Vamos para Atlanta?

Quando eu escuto falar em Atlanta logo me vem à cabeça os josgos olímpicos e lembro da Bjork vestida de cisne…Ops! Bjork foi na Olimpíadas de 2004 em Atenas cantando Oceania, inesquecível! Mas voltando a Atlanta, ela é a capital e também a cidade mais populosa do estado norte-americano da Geórgia. Junto a Dallas, Houston e Miami, Atlanta é um dos motores propulsores do “Novo Sul” e é atualmente a região de maior crescimento populacional e econômico dos EUA.

Atlanta vem assumindo cada vez mais um lugar entre as grandes metrópoles mundiais e para quem pensa em conhecer esta grande cidade, convidei meu amigo Bruno Lima que é top designer e stylist e mora lá há anos para dar dicas dos melhores roteiros deste lugar incrível!

Introducing Bruno Lima

Introducing Bruno Lima

 

O que faz? Atualmente sou responsável pelo “Luxury Program” (pós-graduação) e diretor do Departmento de Fashion Marketing and Mangement no Savannah College of Art and Design, também designer da linha SPANX FOR MAN, stylist e consultor de tendências e branding.

Vocês podem ver alguns dos meus trabalhos no meu site: www.brunolimadesign.com
A partir de agora, conheça Atlanta com quem sabe o que é bom! Anote aí as dicas de Bruno Lima!

Atlanta Aquarium - é o maior aquário do mundo e recebe vários visitantes do mundo inteiro.

Atlanta Aquarium - é o maior aquário do mundo e recebe vários visitantes do mundo inteiro.
Atlanta Aquarium – é o maior aquário do mundo e recebe vários visitantes do mundo inteiro.

 

Piedmont Park - o coração de Midtown, é lugar perfeito para correr, caminhar, fazer piqueniques, assistir shows e foi projetado pelo mesmo arquiteto do Central Park.
Piedmont Park – o coração de Midtown, é lugar perfeito para correr, caminhar, fazer piqueniques, assistir shows e foi projetado pelo mesmo arquiteto do Central Park.

 

Pure Taqueria em Iman Park - great mexican food, great music, great crowd!
Pure Taqueria em Iman Park – great mexican food, great music, great crowd!

 

High-Museum of Art - museu com varias exposições e eventos muito legais
High-Museum of Art – museu com varias exposições e eventos muito legais

 

The Clothing Warehouse - roupas vintages incríveis!!!
The Clothing Warehouse – roupas vintages incríveis!!!

 

Sid Mashburn - votada pela revista GQ como uma das melhoras lojas masculinas no USA
Sid Mashburn – votada pela revista GQ como uma das melhoras lojas masculinas no USA

 

Buckhead Dinner  - real american dinner food - delish!!!
Buckhead Dinner – real american dinner food – delish!!!

 

Espero que amem Atlanta tanto quanto eu amo esta cidade! WELCOME!

Big hug

Bruno!

Das coisas de ser gaúcho

Tomando um chimas com vista para o rio Guaíba, Rio Grande do Sul

Tomando um chimas com vista para o rio Guaíba, Rio Grande do Sul

 

Ser gaúcho

É ter que acordar cedo, mesmo que seja domingo, pra tomar café junto com o pai, com a mãe. Levanta “o lagartiXa”!

Café da manhã é cacetinho com chimia, almoço é churrasco e” janta“ é carreteiro, barulho de prato não é comida vivente!

É tomar banho com água “peleando” de quente;

É sair do banho com frio de renguear cusco reclamando: ”A La putcha tchê!”

Quando vê que a prosa vai ser longa vem a pergunta: “Me acompanhas num chimas tchê!?”

Chimarrão é mais que uma bebida quente, é remédio, é conversa, é poesia;

É tomar as tuas dores falando: “Mas bah tchê! Que barbaridade! E pra concordar que a pessoa agiu errado contigo: “Baita grosso!”

É saber a diferença entre um lambari e um girino;

É ser tri arriado;

É nunca se miXar diante dos problemas da vida, porque gaúcho não se azucrina!

É gavar ao invés de elogiar;

É não te provocar, é inticar;

É te ofender dizendo que tu não presta nem pra benzer tormenta!

É se exibir dizendo que tem BANRICOMPRAS;

Zaffari é o melhor e maior “shopping” do mundo, talvez perca pro DC Navegantes ;

A mulher gaúcha sempre vai ser a mulher mais linda do planeta e Gisele Bundchen nem é o exemplo, o exemplo é Ieda Maria Vargas, “o pai que vem com essas”;

Ainda das mulheres gaúchas, ela pode fazer sucesso lá fora como modelo, mas gata mesmo é a que venceu o Garota Verão, tem cada “alemoa-polenteira” ;

Toda família gaúcha tem uma tia-avó inconveniente que está presente em todo almoço e jantar realizado na tua casa, é a tia que não tem paciência pra te ouvir, ela corta o teu “papo” porque sempre tem um “causo” mais curioso da comadre que você nem imagina quem seja;

Esta mesma “tia avó” vai perguntar se tu estás doente depois que tu lutastes meses contra a balança e vai te chamar de “pau de vira tripa” e diz pra tua outra tia que tu “tá que é um risco e fedor”

É ter que dar um “para-te-quieto” em quem não acha que Porto Alegre é capital mundial;

É ficar “de cara” porque soube que os vizinhos se separaram depois de todo mundo;

É se programar pra passar o feriado em Imbé ou Tramandaí, mesmo a praia sendo duas horas de casa;

É pegar a Freeway reclamando do movimento, sempre o pior que já pegou, mas sempre elogiando o quanto a pista tá ótima;

É levar a família toda pra praia, as “tia” e os “tio”, os “primo” e as “prima” que vem de Bagé, de Caxias e de Esteio, quando “junta” toda a turma você não sabe se tão se matando ou se divertindo porque é uma mistura de grito com sorriso que só a gauchada sabe fazer bem;

Alpargata e bombacha nunca vão sair de moda, mas moda boa é quando é à moda bicho;

O hino do Rio Grande do Sul é ensinado antes que o nacional;

Tchê! Mas que lezera! Vou parando por aqui esta prosa e como gaúcho que sou que não baixo o facho, digo que ser gaúcho não é só ter nascido com muita sorte, ser gaúcho é destino.

Mas bah tchê! Não nasceste gaúcho? Então guri de merda te some da minha frente! Tu tá lascado!

Tô brincando, é só pra inticar contigo!

Aprenda a desenhar um maldito elefante

Elefante

Minha cabeça sempre foi um tanto diferente, via coisas onde os outros não viam. Acredite, lembro quando ainda estava no maternal com 3, 4 anos de idade, na escolinha da Tia Manina e a tia Cláudia, minha professora, mandou desenhar um elefante e eu não tinha mínima idéia de como o fazer.

Sempre fui perfeccionista, ou o meu elefante seria o melhor ou preferia não ter aparecido naquele dia de aula. Procurei na sala a menina gordinha que era a que melhor desenhava e vi que o elefante dela realmente era lindo, pedi pra que desenhasse o meu, ela disse que só depois que acabasse o dela. Fiquei ali ao lado, esperando, ansioso. Ela pintava e pintava e pintava o maldito elefante dela e nada do meu. Chorei de pavor, porque sabia que meu tempo estava esgotando e eu ali com a folha em branco, mais branco que a folha era o meu pavor por ser o único da sala a não saber desenhar um elefante.

Muitos “coleguinhas” queriam dar o seu desenho para mim, mas eram elefantes medonhos, uns riscos marrons, uns riscos pretos, não era o elefante que eu queria, queria o elefante como o da maldita gordinha, um elefante colorido, cheio de vida.
Acabou-se o tempo e os desenhos deviam ser entregues. Entreguei um borrão preto na folha branca. Minutos depois, tia Cláudia me chama: “-Jamar o que foi que desenhaste?”.

Eu disse: “Não esta vendo? É uma formiga!”
Tia Cláudia: “Mas eu pedi pra desenhar um elefante!”
Respondi:”Será que você não entendeu?! O elefante estava aí, passou por cima da formiga, esmagou e foi embora!”

Pra tudo nessa vida se tem uma solução, às vezes tratamos o problema com o tamanho de um elefante e mediante o medo de tomarmos uma postura acabamos petrificados e esquecendo que a solução pode ser mais simples. Sempre faça tudo tentando ser o melhor, ouse, arrisque, tente de tudo, peça ajuda pro vizino, pra vizinha, abuse seu charme.

Fez de tudo? Não soube desenhar o maldito elefante? Então corra! Não tenha vergonha, se não estiver pronto pra hora do problema, saber fugir pode ser a solução mais sábia. Mas se é pra fugir é pra se refugiar, reestruturar-se, aprender a usar os seus lápis de cor e aí sim tentar denovo. As dificuldades de vida sempre são a melhor escola. Até fugindo estamos crescendo. Só não vale nessa vida tentar de qualquer jeito.

Por Aí, com Tatiana Dumenti

Convidei alguns grandes amigos, formadores de opinião, globetrotters, “gente que faz”, mas que são principalmente amantes das boas coisas da vida, gente que eu adoro, respeito e admiro para darem algumas dicas de seus lugares preferidos ao redor do mundo.

Neste primeiro post com convidados amigos tenho o prazer de apresentar a top Tati Dument que até pouco tempo atrás vocês assistiam no programa Play TV ou então no Auto Esporte, conheci a Tati quando a garota ainda estava iniciando sua carreira como modelo na Elite Models em 1998, onde foi uma das finalistas da internacional Elite Model Look.

Quem pensa que modelo/apresentadora só come maçã e alface está bem enganado, Tati deu dicas dos melhores lugares ao redor do mundo para se comer bem!
Segue o post, com a palavra Tati:

NOME: TATIANA DUMENTI LUZ
ONDE MORA: SÃO PAULO
O QUE FAZ: APRESENTADORA DE TV E ESTUDANTE DE MODA.

MONTALCINO, TOSCANA, ITÁLIA

MONTALCINO, TOSCANA, ITÁLIA

Cantina Osticcio; essa vista é do proprio restaurante, voce vê Montalcino de um lugar privilegiado, acompanhado de comida italiana simples e inacreditavelmente deliciosa. A adega do lugar e muito legal, se localiza no subsolo, outra dica é experimentar os brunellos da região que são espetaculares.

LONDRES, INGLATERRA

LONDRES, INGLATERRA

Essa foto acima foi tirada no Hotel Dorchester, um dos mais tradicionais da cidade, mas a minha dica aqui é o restante CHINA TANG, de David Tang, que fica dentro deste hotel. O restaurante é considerado o melhor restaurante chines de Londres, porém, não espere nada parecido com o que se come de comida chinesa no Brasil, a experiência é outra, muito mais rica e cheio de pratos diferentes. A estrela da casa e o pato laqueado, que e simplesmente divino!!

PARIS, FRANÇA

PARIS, FRANÇA

Em Paris espera-se a indicacao de um bistrô, certo? Errado! Vou fugir do cliche e indicar um italiano ma-ra-vi-lho-so chamado LE STRESA, a pasta ale vongole é de enlouquecer!!! O restaurante é super charmoso e despojado. As mesinhas sao “coladas” umas nas outras, porém, isso não e um problema (juro) a comida é tão boa e os donos, italianíssimos, recebem tão bem, que isso é um mero detalhe.

JURERÊ, FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

JURERÊ, FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

Eu e meu amado marido na foto em Jurerê. Mas a indicação é na Lagoa da Conceição. Um dos meus restaurantes preferidos de vida é o MAR MASSAS, quem passa por Florianópolis PRECISA ir a este restaurante, vou tanto e com tanta frequência que já experimentei a maioria dos pratos!! Os meus prediletos: espaguete ao vongole, espaguete mar massas (com frutos do mar) e o gnocchi a bolonhesa. Mangia che ti fa bene!!!

LOS ANGELES, CALIFÒRNIA, EUA

LOS ANGELES, CALIFÒRNIA, EUA

Paraiso das compras, das belas mulheres, das baladas e hoje em dia tambem dos restaurantes. A pouco mais de 4 meses aberto, o MILLOS, restaurante grego que traz peixes gregos VIVOS em containers e servem aos clientes da forma mais indicada: grelhado, com azeite e sal. Só. Peixe fresco é um deleite!

MIAMI, FLÓRIDA, EUA

MIAMI, FLÓRIDA, EUA

Mr. Chow e Matsuhisa. Chinês e japonês para ninguém botar defeito. É muito comum dar de cara com as estrelas de Hollywood nos dois restaurantes. O primeiro é mais chiquezinho e o segundo super tradicional, o Matsuhisa é do mesmo dono do famoso e fashion Nobu, que tambem é maravilhoso, mas o Matsuhisa tem história por ser o primeiro.

BEIJOS À TODOS, ESPERO QUE CURTAM MINHAS DICAS!
TATI.

No meu tempo de guri

Do tempo que se sentava no gramado-Eu guri, minha mana e minha vó

Do tempo que se sentava no gramado-Eu guri, minha mana e minha vó

Das  coisas que eu via e que aprendi quando  guri

 

Em dia de São Jorge quando descia a turma da “terreira” minha mãe mandava ficar em silêncio, tinha que mostrar respeito pelo Santo;

Segurava-se a porta pra pessoa seguinte passar;

Meu pai desenhava comigo;

Se uma pessoa espirrasse, a palavra SAÚDE deveria sair na mesma velocidade do espirro;

Falar bom dia, boa tarde e boa noite eram cumprimentos vindos juntos ao primeiro olhar;

Na mesa era proibido sentar-se sem camisa e com boné, só podia se servir depois que todos estivessem sentados, meu pai servia-se primeiro;

Não se falava de boca cheia, não se gesticulava com os talheres na mão, coluna devia estar ereta, o garfo ia até a boca  e não a boca até o garfo;

Ah, não se ousava esfregar o garfo nos dentes;

Caminhar pela casa com escova de dente na boca, cheia de espuma, não mostrava sinal de higiene e sim falta de educação;

Quando a professora entrava na sala, todo mundo levantava;

Se tinha jardineiro trabalhando no pátio, devia se oferecer um lanche e café;

Dia de aniversário tinha “branquinho” e “negrinho” feito pelas próprias mãos;

Quando ganhava presente se agradecia;

O vizinho e a vizinha da casa nova vinham se apresentar, com sorriso, se não viessem eu iria;

As pessoas gostavam do que faziam e não sabiam as leis mais que seu próprio trabalho;

A babá ou Bá era sua segunda mãe e não existiam câmeras pela casa;

Não era vergonhoso dizer que se comeu ovo frito com pão;

Noite de Natal era com toda a família e eram noites felizes;

As pessoas se arrumavam pra ir à missa;

Antes de dormir rezar, não pra mim, mas pelos que eu amo;

O banco só tinha uma porta de acesso, a de entrada;

O medo de perder o cérebro, era pelos zumbis e não pelas ondas de celular;

Caminhar pela noite escura era um passeio divertido, não uma tentativa de suicídio;

Restaurante que servia com fartura era restaurante chique;

Das coisas que eu via e vivia

Aprendi que é preciso ter respeito pra ser respeitado,

Que pra querer ser amado acima de tudo tem que se ser educado,

Que respeito, amor e educação são palavras bem-vindas na criação

E que se você não fizer de coração, pode crer, não vai muito longe nessa vida não.

Dietas, milagres e vergonha na cara

Esta é a foto incentivo que coloquei na minha geladeira

Esta é a foto incentivo que coloquei na minha geladeira

Mais uma vez o bendito e safado verão chegou! Aliás todo ano ele chega, assim como sua promessa de tornar este corpo decadente em uma forma de vida eterna, o que chamo de processo Mum-Rá, quem assistia He-man sabe o que estou falando. De repente todo mundo se matriculou na academia, outros como eu, penduram a foto de quando seu corpo esteve na melhor forma na porta da geladeira e pedem ajuda pra todos os santos “amarradores de portas” para que você mesmo não a deixe abrir, outros correm para fazer cópia da receita mágica da vizinha que emagreceu em apenas um mês mais de 15 quilos, outra procura a receita de um chá milagroso indicado pela apresentadora de TV que aparentemente pesa mais de 90kg e jura que já perdeu mais outros 10…

Pedindo socorro, para alguns tudo é válido e realmente não há preço que se pague por não poder levantar da cadeira de praia por vergonha da vizinha, da sogra ou quem esteja sentado ao lado, também à frente e atrás. É nessa hora que as pessoas acabam cometendo verdadeiros suicídios, onde quem mais sofre é o fígado, sem falar do restante do organismo, e acredite que muita gente diz: “Mas fígado ninguém vê! A gordura sim!”. Será?

O primeiro passo para um organismo sadio é a desintoxicação. Beber líquidos constantemente é a pedida, seu corpo precisa eliminar as toxinas retidas, tendo atenção redobrada com os refrigerantes, verdadeiras toxinas engarrafadas e os chás, não é porque é natural que faz bem. Muita gente acaba se “jogando” em chás diuréticos e chás que aumentam a “mobilidade” intestinal e ao invés de resolverem um problema acabam acrescentando mais um. Mesmo que a indicação do chá estiver correta, muita atenção quanto a procedência, desconfie da velhinha curandeira com largo sorriso e cara de índia que vende atrativos saquinhos de “mato”no ponto do ônibus, estas plantas estão ali recebendo fumaça o dia inteiro e você não sabe onde foi colhida, será que o jardim não ficava dentro de um chiqueiro? Eu não arriscaria.

Excesso de chás diuréticos, como aqueles que encontramos nas drogarias chamado chá de 10,20, 30, 40 ou quantas ervas forem, fazem com que haja perda de sais minerais importantes para seu organismo, tendo como primeiro efeito colateral a desidratação, além de cãibras. Beba-o com moderação depois da correta orientação de seu médico, farmacêutico e nutricionista. Depois de realizado o processo de infusão a validade destes chás não passa de 24 horas, caso mantidos em geladeira, além disso, você não sabe há quanto tempo esta erva foi colhida e como. Se você tem preguiça de fazer chá e preparou 5 litros de uma única vez para beber durante a semana e o deixou lá repousando por dias, não estará tomando o princípio ativo da planta que causa o efeito diurético e sim uma verdadeira sopa de bactérias, que se alimentam dos nutrientes liberados na infusão. Além disso, não ferva as plantas com água, você acaba perdendo o princípio ativo, despeje a água fervente sobre elas, ou seja, faça uma infusão e deixe repousar por no mínimo 10 minutos, até máximo de 1 hora, tempo para que estas substâncias sejam liberadas. O correto é preparar a infusão e bebê-la assim que esfriar. Atenção redobrada para as plantas de efeito laxante, como o sene e a cáscara sagrada, você pode causar diarréia, seguida de desidratação, mesmo que pense que está eliminando toxinas, você está eliminando sua flora intestinal e isto não é nada bom! A simples e boa água é o ideal, beba no mínimo dois litros diários.

Outro problema muito sério são as cópias das receitas da vizinha, do colega de academia, etc. Cada indivíduo é um organismo em particular! Não foi porque deu certo na sua vizinha de 100kg que pode dar certo com você! O acompanhamento de profissionais especializados é fundamental, não se esqueça sua manicure, podóloga e cabeleireira não são especialistas em anatomia, fisiologia e farmacologia, no máximo o que farão por você é te deixar linda na cama do hospital quando você estiver por aí caindo pelos cantos depois da famosa fórmula milagrosa. Parece piada, mas infelizmente é o que ocorre.

Não é também pelo fato de ser um profissional da saúde que você possa se entregar facilmente. Pesquise! Informe-se! Desconfie daqueles que na primeira consulta não lhe pedem exames, sequer medem sua pressão arterial e principalmente daqueles que adoram repassar um medicamento de tarja vermelha ou preta, você pode estar entrando em uma verdadeira cilada. A perda de peso com o uso de anorexígenos é realmente rápida, assim como a ação de seus efeitos colaterais. Aproveitar suas férias em forma, mas tendo palpitação cardíaca, não dormindo à noite e querer “morder” de raiva cada pessoa a sua volta, são ao meu ver um preço muito alto a se pagar, sem falar que você não poderá sequer provar aquela caipirinha, e não adianta achar que se ninguém ver você bebendo não causará nada, seu fígado e sua cabecinha responderão ao efeito rapidinho.Atualmente o mercado dispõe de produtos fitoterápicos (derivados de plantas) que possuem os mesmos efeitos que os anorexígenos possuem, mas sem seus efeitos indesejados, bons profissionais da saúde os conhecem.

Enfim, pesquise, informe-se e ânimo! O acesso à informação é para todos. Levante –se do sofá e mãos a obra, mesmo que você não esteja em paz com seu espelho, você vai ter que encarar o fato de que este é o único corpo que você possui e que é um pecado renunciá-lo!

Cartier

Falar em jóias nos remete a um universo lúdico, pensando nisso a agência Marcel&Publicis 133 lançou o filme publicitário L’Odyssée Cartier 2012, com pouco mais de 3minutos de duração e que levou quase 2 anos para ser realizado, com um time de 50 pessoas, para celebrar a história da marca. O resultado voce confere aqui


L’Odyssée Cartier 2012 | Direção: Bruno Aveillan | Agência: Marcel & Publicis 133 | Música: Pierre Adenot | Modelo: Shalom Harlow

No filme aparece Santos Dumont em seu 14 Bis, você sabia que o primeiro relógio de pulso foi fabricado pela Cartier a pedido dele? Para que em suas viagens ele tivesse maior facilidade pra cronometrar seus vôos.

O filme é simplesmente arte pura.

Garotos e garotas

Garotas bonitas andam em grupo de três sempre com pressa

Garotos bonitos andam em grupo de cinco e ficam sentados no muro

Garotas que estudam demais não são convidadas pro baile

Garotos que estudam demais se escondem no baile

Garotas que andam de bicicleta sorriam junto ao vento

Garotos que andam de bicicleta sempre arrancam a casquinha do ferimento

Garotas que andam sozinhas muitas vezes nem chegam em casa

Garotos que andam sozinhos se julgam auto-suficientes

Garotas loiras brilham no sol

Garotos loiros detestam ser chamados de: Oh alemão!

Garotas morenas sempre prendem os cabelos

Garotos morenos passam gel no cabelo

Garotas ruivas passam tinta no cabelo

Garotos ruivos te fazem sangrar

Garotas tristes querem alguém pra namorar

Garotos tristes querem o pai pra conversar

Garotas ricas ganham anel “chuveirinho”

Garotos ricos explodem no colégio o banheirinho

Garotas  malucas colam tattoo de figurinha de chiclete no corpo inteiro

Garotos malucos brincam com isqueiro

Seja bom ou seja mau

Só não esqueça garoto e garota, seja tudo nesta vida

Só não seja normal!

Tendência tupiniquim

Falar de moda é um terreno um tanto perigoso. Atualmente tudo é permitido, você pode até extrapolar, mas desde que o que esteja sendo usado esteja dentro do senso comum do seu “habitat”.

Você não pode esperar que um índio vista um terno Zegna, assim como não podemos esperar deste homem de terno Zegna um cocar e uns penachos enfiados na cabeça, apesar de encontrar muitos executivos com pulseirinha e colar de coquinho, o que eu chamo de um “executivo-caboclo”. Como já ouvi uma vez, será que pelo fato de ter nascido brasileiro vou ser condenado a gostar de mato, vestir pena e fuxico e usar “shampoo” e creme de buriti? Não somos obrigados!

Bom senso é o conceito que deveria estar acoplado a palavra estilo. Contrariando alguns, moda não deve ser  só aquilo que você veste que te traz conforto, porque o que te deixa confortável pode deixar desconfortável o próximo. Por exemplo, faz-me mal deparar-me com uma criatura vestida de “chambre” na fila do mercado, acredite mas na minha vida já encontrei muitas e muitos e cada imagem ficou gravada na minha memória, talvez pelo trauma, porque sofro de um mal chamado vergonha alheia.

Modismos e tendências podem ser armas poderosas nas mãos de pessoas erradas. Um modismo um tanto desconfortável é esse de se usar Havaianas com calça jeans, a calça pode ser incrível e a Havaianas edição limitada, mas você pode pôr a perder sua reputação caso você esqueça de simples detalhes, aliás nem tão simples, como cortar as unhas e lixar os pés, sem falar de quem tem a maldita unha grossa, derivada de fungo ou não menos pior, a frieira, mas não vamos nos deter ao assunto higiene. Higiene é acessório básico na moda. Por favor também não vão ler este artigo e encher os pés de talco! Isso só é permitido se você tem acima de 70 anos e ainda se dorme isoladamente.

Tenho muito medo de tendências, ainda mais estas impostas pelos grandes meios de comunicação em massa, pois muita gente interpreta erroneamente. Assistindo a um casamento na novela Avenida Brasil, uma das personagens, uma senhora que mora no lixão, usou numa cena que envolvia casamento um enfeite de cabeça feito de garrafa pet e em outro casamento um enfeite feito de latinhas recicláveis. Muito pavor do que vem por aí, com certeza vai ter muito casamento, que se prestarem atenção por cima, a igreja vai parecer mais uma extensão do lixão da novela. Outra tendência na mesma novela que me assusta é a do acessório da Nina (Débora Falabella), uns pingentes de panelinhas penduradas no pescoço, ou estou deparando-me com muita cozinheira pelas ruas ou realmente o povo não entendeu que ela o usa porque ela interpreta uma chef! Tem gente que só falta pendurar uma panela de pressão, até que seria mais autêntico.

Para não dizerem que só assisto novelas, vou citar outro fato de “modismo” que acho assustador e que não vejo nenhuma crítica na mídia: O que é o style daquele apresentador das tardes de domingo? Francamente! O cara era gordo e acabou emagrecendo, motivo de parabenização, mas por favor alguém “emagreça” aquele visual. Não sei o que é pior, se as camisas floridas ou listradas horizontalmente ou se as calças de cós alto, as chamadas “centro-tetas”. Até entendo que são altas porque mais baixa a barriga sobreporia à calça, mas mesmo assim convenhamos, se não peca por aí, o detalhe nas mesmas acaba com qualquer possibilidade de salvação: o passador do cinto é sempre na mesma cor do bolso! O último programa que assisti era verde abacate! Meu senhor, chame a atenção de seu figurinista por favor! Não gostaria de ver o porteiro do meu prédio, seu fã incondicional, com as mesmas calças “centro-tetas” com detalhes verde-limão, abacate ou da cor da fruta que for! Dá até azar ter como primeira imagem do dia uma criatura vestida desta forma.

Tem gente lendo este texto e se perguntando: “Mas o que um farmacêutico sabe sobre moda?”. Talvez nada. Não vou ficar falando que trabalho como modelo como justificativa, porque pode-se viver enfiado no meio de moda e não se ter mínima noção sobre a mesma, assim como também não fui “Dasluzete”, assim como não fiz faculdade de moda, muito menos design. Falar de moda é aberto a qualquer um que preze pelo bom gosto, óbvio que estudar sobre ela traz um diferencial. Tenho pavor deste povo que sai à noite, se veste com estampas de caveira, calça um All-Star, pinta o cabelo e faz um corte muito “do esquisito” e se acha o ditador da modernidade. Não sou nada disso, sou realmente um cara simples que preza pelo bom senso, mesmo muitas vezes sendo insensato,coisa que infelizmente não se aprende, acredito ser genético.Perdoem-me os cafonas, mas bom gosto e autenticidade são fundamentais!