Regime militar na sua alimentação

Mais uma segunda-feira se inicia e junto a ela mais uma promessa de mudança de corpo. Está tudo errado! Começando pelo modo de falar: “Vou começar meu regime!”. A palavra regime está associada à disciplina militar, como se uma mudança nos hábitos alimentares e na sua rotina de vida para melhor fosse uma medida rígida imposta por um superior, quando na verdade quem exige essa mudança é sua própria saúde.
Como farmacêutico homeopata e adepto da medicina natural, surpreendo-me com as medidas drásticas que tenho visto por aí, escuta-se muito dizer: “Tal médico é muito bom! Fulano(a) perdeu 10kg em menos de um mês!” Acho isso um tremendo absurdo, será que as pessoas não percebem que essa perda toda de peso não é natural, que não faz bem?! Você já foi num açougue e pediu para pesar 10kg de gordura para ter noção da quantidade de tudo isso? Não precisam ser 10kg, peça para pesar apenas 1kg e surpreenda-se. A velocidade de emagrecimento não é proporcional a sua saúde! Você parou também para pensar em quantos vasinhos capilares, arteríolas, são prejudicados com esse emagrecimento acelerado? Em quanta gordura passa pelo seu rim para ser eliminada, na sobrecarga renal?
O mais absurdo é que as pessoas ao lerem o que escrevi acima continuam não se preocupando com os danos e sim com os resultados e tenho certeza de que devem estar agora se perguntando: “Mas que médico é esse? Tem fone?!”. Pois é, infelizmente essa é a realidade, as pessoas querem resultados, mas não têm paciência para alcançá-los. Porque essa eterna espera por segunda-feira? Você não precisa comer “capim” para ser saudável, você pode começar com hábitos tão simples e ir aos poucos incorporando a sua rotina diária que com certeza farão diferença na hora do “vamos ver” na balança.

Quanto ao que se tratam essas receitas “milagrosas” é muito simples: uma “pancada” de diurético, acompanhados de outra “pancada” de tarja preta e/ou vermelha, que geralmente são anorexígenos, medicamentos com a finalidade de induzir à anorexia causando aversão ao alimento e acelerando o metabolismo, geralmente encontrados como anfetaminas e metanfetaminas, os efeitos são comparados com os efeitos do craque e cocaína, que agem diretamente no sistema nervoso central aumentando a liberação da noradrenalina e da dopamina, dois neurotransmissores do sistema serotoninérgico e/ou sacietógenos que agem diretamente no sistema nervoso central aumentando a liberação da noradrenalina e da dopamina, dois neurotransmissores do sistema serotoninérgico. A liberação desses aumenta a biodisponibilidade destes neurotransmissores e por isso, reduzem o sono e a fome e deixando o indivíduo muito agitado. Além disso, a serotonina que inibe o apetite junto com a dopamina, causando dependência.

Mas a pergunta que não quer calar: Você vai emagrecer com essas bombas? Claro que vai! E junto com a gordura vão sua paciência, seu sono, seu bom humor e todo o seu bom senso! Obviamente há casos em que são necessários esses tipos de medicamentos, mas o que tenho visto são pessoas que nunca se comprometeram em uma reeducação dos hábitos de vida já fazendo uso desses tipos de drogas. É mais fácil sim, é uma roleta russa! Cuidado para não virar um dependente químico, pois tudo que vai fácil, volta fácil, o efeito sanfona é certeiro! Então vamos “tomar vergonha na cara” e começar com passos pequenos, passos de bebê, para uma melhora em sua vida? Anote aí minhas dicas!

1)Ao acordar pela manhã tome 1 litro de água, a água vai acelerar seu metabolismo, ao longo do dia não esqueça a sua garrafinha, se quiser deixar preparado um chá verde ou outro chá diurético, como cavalinha, chá branco ou estigma de milho para ir bebendo ao longo do dia, melhor. Comprometa-se em beber essa garrafinha, 3 litros de água pelo menos!

2) Introduza frutas em seu cardápio! Sente fome? Em vez de “se jogar na barrinha de cereal”, achando que é a coisa mais saudável do mundo, o que não é, pois muitas são adocicadas com xarope de milho e com outros xaropes à base de açúcar, troque por uma fruta. Dê preferência às frutas suculentas e cítricas como bergamota, laranja, pomelo, abacaxi ou então às mais suculentas como melão e melancia. E de uma vez por todas: pare de achar que a banana só engorda! Já viu macaco gordo? Banana é imprescindível para quem faz exercícios físicos, super fonte de potássio! Minha fruta preferida é a maçã, porque, além de saciar a fome, ela desintoxica o organismo!

3) Troque o pão branco pelo pão preto, no início pode parecer horrível, mas é uma questão de mudança de hábitos, juro pra vocês que depois de começarem essa mudança não vão se adaptar mais ao pão branco! A questão não é o pão, é a farinha branca. Dentro do nosso corpo a farinha branca mais parece uma verdadeira cola, fazendo com que nosso intestino tenha dificuldade para absorver as vitaminas e sais minerais de cada alimento. Você não vai morrer se deixar de comer pão branco, pense assim, a cada fatia de pão branco, um tubinho de cola fica grudado em suas “tripas”! Sim, tripas! Tem que chocar mesmo!
4) Você pode comer de tudo! Mas de tudo um pouquinho! Arroz, feijão e bife fazem bem, o que faz mal é o molhinho que você faz questão de colocar por cima e a quantidade que você serve no prato! Manere! Não vive longe de batatinha frita? Já experimentou, em vez de de fritá-las, assá-las no forno? O resultado é o mesmo, a diferença é que não vai ter gordura pingando! Quando acabar sua refeição experimente comer uma laranja, com o bagaço obviamente, ou uma bergamota, para acelerar o metabolismo. O cafezinho após o almoço não é inimigo, a cafeína te deixa alerta e desperta também seu metabolismo, mas não precisa tomar um litro! Uma xicarazinha está de bom tamanho! Moderação é a chave de tudo!
5) Quer acelerar a perda de gordura de forma natural e barata? O óleo de cártamo (Cartamus tinctorium) não é novo, mas os últimos estudos confirmaram o poder de acelerar a perda de gordura, especialmente na região abdominal, pois diminui as taxas de colesterol e tem propriedades anti-inflamatórias, além de fortalecer o sistema imunológico. Rico em ômega-6, atua sobre a gordura marrom, reserva que aumenta a termogênese e faz queimar calorias. Para buscar a energia de que precisa, o corpo se utiliza da gordura branca, que se deposita na barriga, na linha da cintura e nos quadris. Em um mês, já dá para perceber os primeiros resultados. Mas serve qualquer cártamo? Não! Preferencialmente as cápsulas de óleo de cártamo prensado à frio.
6) Quer saciar a fome rapidamente? As algas marinhas Spirulina máxima e Spirulina platensis (ou espirulina) também podem ser usadas para reduzir o consumo de calorias diárias. Ricas em proteínas de alto valor biológico, elas saciam a fome rapidamente. Só para você ter uma ideia da concentração de proteína: de 60% a 70% do peso das espirulina se deve ao teor desse nutriente (valores superiores ao da soja, considerada uma importante fonte proteica de origem vegetal). O aumento do consumo de proteína é estratégico para a perda de peso, já que demora mais para ser digerida e, por isso, diminui a fome. O efeito antifome também conta com a participação de outros nutrientes dessas algas: vitaminas do complexo B e E, betacaroteno, minerais e ácidos graxos poli-insaturados.
Outro ponto positivo a favor da cintura: elas reduzem a absorção de gordura. As algas aumentam a atividade da enzima lípase proteica, que tem a função de quebrar as moléculas de gordura para facilitar sua eliminação e também eleva os níveis de aminoácidos no plasma sanguíneo, favorecendo a liberação de hormônios anorexígenos, aqueles que dão saciedade, como a colecistoquinina. Os resultados aparecem em três meses e até o momento não se ouviu falar em quaisquer efeitos colaterais.
Enfim, poderia citar vários produtos naturais, nutracêuticos e fitoterápicos para redução de gordura, são vários os meios de emagrecer, o segredo está em uma boa orientação e na persistência dessa nova conduta de vida. Não basta pagar a academia, a matrícula não vai fazer você virar saudável, assim como não adianta comer uma castanha na frente dos colegas de trabalho e no caminho de casa “se jogar numa coxinha no barzinho da esquina”. Não tem como enganar sua barriga, ela está ali cheia de gordura “comprimida” dentro do jeans. Até quando? Aí é com você, mais um verão taí! Boa sorte! E Juízo!

One Response to Regime militar na sua alimentação